Home | Assim se faz | Experiências Pedagógicas | Assim se Explora o Mundo

Assim se Explora o Mundo

É a partir da interação com o meio natural e social que as crianças começam a compreender como o mundo funciona. Esta seção traz registros do contato das crianças com uma diversidade de experiências de exploração do mundo, bem como de suas constantes indagações, que inspiram preciosas pesquisas.




CMEI Ebenézer Gueiros valorizando a cultura local

23/02/2018 - Cristiane Holanda

Como o saber é valorizado em minha instituição? Esta é das questões que somente a prática pedagógica cotidiana nas instituições de Educação Infantil pode responde. Na Escola Municipal Ebenezer Gueiros, em Olinda (PE), os saberes familiares potencializaram uma vivência de exploração de mundo. Na condução do projeto Alimentação saudável, a professora Bárbara, da Educação Infantil,…

Acesse o conteúdo

O mundo dos nutrientes

01/02/2018 - Joraida Freitas

Em uma saborosa experiência degustativa, o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Fernanda Jales, em Natal (RN), desenvolveu o projeto O mundo dos nutrientes. Joraida Freitas, coordenadora pedagógica do CMEI, apresentou um potente relato da experiência. Tudo começou com a falta de interesse das crianças em realizar o desjejum. “Vimos também a necessidade de as crianças não somente aprenderem os benefícios de uma alimentação saudável e passassem a ter interesse em comê-la, como também conhecerem melhor a origem daquela comida. Então, resolvemos promover em nossas atividades aulas de culinária e degustação de alimentos”, contou Joraida. O projeto retomou a necessidade do incentivo do consumo de alimentos saudáveis e já produz avanços entre as crianças.

Acesse o conteúdo

Projeto “Água: cuide para não faltar!”

24/01/2018

A observação das crianças na Educação Infantil é muito importante! Sendo fundamental prestar atenção não só no desenvolvimento cognitivo e na performance escolar, mas também na sua circunstância social. De uma situação trivial, como a falta d’água que afetava o cotidiano das crianças do Centro de Educação Infantil (CMEI) Professora Marilanda Bezerra, Midiã Paz, professora da instituição, criou o projeto “Água, cuide para não faltar!”, um dos ganhadores do Prêmio Professores do Brasil (2017). Aqui, ela relata como foi todo o projeto, desenvolvido a partir de princípios do Paralapracá, como a escuta das crianças e a participação infantil.

Acesse o conteúdo

Visita ao convento Santa Tereza

11/01/2018 - Adriana Barbosa

Em Olinda (PE), a exploração de mundo ultrapassou os muros da Escola Municipal Santa Tereza. As crianças embarcaram em uma aventura para percorrer o Convento de Santa Tereza de Olinda, que, juntamente com a Igreja de Nossa Senhora do Desterro, compõe um belo conjunto arquitetônico nos estilos maneirista e barroco. A coordenadora pedagógica Adriana Barbosa conta que, na oportunidade, a turma apreciou a arte sacra, aproveitando a potencialidade do convento, um espaço que, além da importância histórica, colabora para a veiculação, produção e divulgação de conhecimento.

Acesse o conteúdo

Currículo e Identidade

19/12/2017

Em Olinda (PE), para contemplar a cultura afrodescendente no currículo, a professora Adriana Brandão desenvolveu um projeto voltado às questões étnicas e raciais. Intitulado Cafuné, o projeto promoveu diversas atividades pautadas na identidade, na autonomia, no carinho pessoal e no coletivo. Não faltou sessões de cafuné, expressão corporal e ludicidade. No centro da prática: Macaracatu e Capoeira foram destacadas, valorizando o saber local.

Acesse o conteúdo

Explorando o mundo por meio do seu mundo

01/11/2017 - Géssica de Almeida

Para explorar o mundo da cidade, crianças da Escola Municipal Fonte da Caixa, em Camaçari (BA), investigaram sobre o meio ambiente e a cidade em que vivem. História, valorização dos saberes locais deram o tom da experiência relatada pela coordenadora pedagógica, Géssica de Almeida. A vivência possibilitou também a escuta acerca das visões das crianças sobre a cidade que habitam, indo além da apropriação geográfica, explorando as relações sociais e afetivas nos espaços e lugares.

Acesse o conteúdo