Home | Assim se faz | Fala Formador

Fala Formador

Aqui você tem acesso a planos de formação e relatos de experiências formativas realizadas nas escolas e instituições de educação infantil vinculadas ao programa Paralapracá. Eles foram elaborados por coordenadores pedagógicos das unidades da rede municipal de ensino ou por outros formadores da rede, para apoiar outros formadores a desenvolver ações dessa natureza.

Acompanhe os registros que têm sido produzidos na perspectiva dos formadores envolvendo a reflexão sobre a sua prática.




Formadoras brincantes do CMEI Jesiel Figueredo

01/08/2017 - Ester Marques Moura

A coordenadora pedagógica Ester Marques Moura relata sobre formação realizada com profissionais do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Jesiel Figueiredo. Na pauta: o brincar, direito das crianças que ocupa um lugar estruturante na Educação Infantil. Na oportunidade, os participantes relembraram antigas brincadeiras dos tempos de quando eram crianças. Além disso, abordaram – por meio do teatro – a infância do Patrono da escola, Jesiel Figueiredo. O momento incluiu, ainda, discussões de estratégias para potencializar o brincar, no CMEI.

Acesse o conteúdo

Relato de formação junina em Maracanaú

01/08/2017 - Kelly Cristine Alves e Francisca Nepomucena

Na perspectiva de uma formação continuada, temos, na instituição, o coordenador pedagógico como formador do professor. E na Rede Municipal de Educação, as técnicas da Secretaria Municipal de Educação formando o coordenador pedagógico. Uma reação em cadeia que, estrategicamente alinhada, colabora para uma Educação Infantil de qualidade.
Esse ano (2017), vislumbrando a sustentabilidade dos princípios do Paralapracá nas redes municipais parceiras do Programa, as técnicas das secretarias, dessas redes parceiras, passaram a ser as porta vozes desses princípios, na cadeia formativa. Papel, antes, das assessoras do Programa. É esse o tom trazido pelas técnicas, Kelly Cristine Alves e Francisca Nepomucena, nesse registro, sobre a formação realizada no período junino, tão marcante na cultura Maracanauense.

Acesse o conteúdo

É brincando que se potencializa a prática

27/07/2017 - Equipe técnica municipal

Partilhando uma experiência formativa, a equipe técnica de Natal (RN), em um vídeo brincante, relata uma formação realizada no Eixo Assim se Brinca. O relato traduz o sentido da formação – por meio da qual, coordenadoras pedagógicas experimentam o brincar como potente via de aprendizagem.

Da organização do ambiente, às discussões sobre a importância do brincar na Educação Infantil, a iniciativa impactou em vivências inspiradoras e práticas transformadoras. Durante a formação, a equipe técnica promoveu o acesso ao AVA Paralapracá, estimulando a participação na plataforma, provocando uma sinergia entre as duas formações: a presencial, realizada pela própria equipe técnica da secretaria; e a distância, realizada pela equipe da Avante – Educação e Mobilização Social.

Acesse o conteúdo

Na Educação Infantil: a música como melodia pedagógica

14/02/2017 - Danielle Queiroz

Professoras do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Profa. Antônia Fernanda Jalles, em Natal (RN), refletem sobre a importância da música no fazer pedagógico e a utilização do ambiente na promoção de aprendizagens significativas. A experiência, repleta de experimentações e ludicidade, integra a formação no eixo Assim se Faz Música, do programa Paralapracá, rendeu um…

Acesse o conteúdo

Caixa de areia

23/01/2017 - Pricila Holanda

Inspiradas pelas experiências e discussões da formação no eixo Assim se Organiza o Ambiente, a equipe do CMEI Maria Celoni Campos, de Natal (RN), município parceiro do Programa Paralapracá, reavaliou seu espaço físico, a fim de aproveitar melhor cada ambiente da instituição. Um desses locais foi um cantinho próximo ao parque, que estava “feio e…

Acesse o conteúdo

Vivência com a boneca Carina

11/01/2017 - Selma Bedaque

Em registro sobre o encontro de formação do eixo Assim se Explora o Mundo, a assessora do Paralapracá em Natal, Selma Bedaque, relata a experiência de confeccionar uma boneca Carina. Uma vivência criativa que inspirou as coordenadoras pedagógicas a compreender melhor as crianças, como se expressam e exploram o mundo. Para isso, foi organizado um…

Acesse o conteúdo