Home | Notícias | Fundação Abrinq – Save the Children divulga vencedores do Prêmio Criança
18/12/2014 | 10:36

Fundação Abrinq – Save the Children divulga vencedores do Prêmio Criança

2014_18_12Fonte: Instituto C&A

São Paulo (SP) – A Fundação Abrinq – Save the Children divulgou, no dia 2 de dezembro, em cerimônia realizada em São Paulo, os quatro vencedores da vigéssima edição do Prêmio Criança. Os projetos  ganhadores foram: Qualidade de vida das nossas crianças (ACTC Casa do Coração); Desabrigamento e reintegração familiar (Associação Amigos das Crianças ? Ai. Bi. Brasil); Centro Social Infantil Indígena Mitangue Nhiri (Associação Indigenista Assindi Maringá); e Pipo e Fifi – prevenção de violência sexual contra infância (Instituto Cores).

O projeto Paralapracá do Instituto C&A ficou entre os dez finalistas do prêmio. Todos os finalistas e vencedores receberam uma estatueta e terão a divulgação de sua iniciativa na mídia.

O projeto Paralapracá é uma ação do programa Educação Infantil do Instituto C&A que visa contribuir para a melhoria da qualidade do atendimento às crianças na educação infantil, com vistas ao seu desenvolvimento integral. O projeto se desenvolve em aliança com secretarias municipais de educação e possui dois âmbitos de atuação: a formação continuada de profissionais de educação infantil e o acesso a materiais de uso pedagógico de qualidade, tanto para crianças quanto para professores. A iniciativa é implementada em parceria técnica com a ONG Avante – Educação e Mobilização Social, de Salvador (BA). Participam do projeto os municípios de Olinda (PE), Camaçari (BA), Maceió (AL), Maracanaú (CE) e Natal (RN).

O Prêmio Criança, por sua vez, busca identificar e reconhecer boas práticas voltadas à primeira infância, gestantes, parturientes e puérperas, dando visibilidade a iniciativas exitosas desenvolvidas no Brasil. Podiam ser inscritos para o prêmio projetos de organizações sociais sem fins lucrativos e de empresas privadas ou de economia mista que beneficiassem crianças de 0 a 6 anos, gestantes, parturientes e/ou puérperas. O foco do projeto deveria estar voltado às áreas de educação infantil, saúde (redução da mortalidade fetal, da mortalidade infantil e da mortalidade materna) e proteção especial (combate à violência doméstica e/ou sexual).

O processo seletivo foi conduzido por uma comissão julgadora composta por especialistas e pela equipe técnica da Fundação Abrinq – Save the Children. Entre os critérios de seleção estavam a presença de estratégias de articulação com atores sociais e o poder público envolvidos no tema focal do projeto e a realização de planejamento e desenvolvimento de metodologia e instrumentos de registro, monitoramento e avaliação do projeto. As etapas de seleção incluíram triagem, análise de propostas e visita técnica.

PESQUISAR NESTA SEÇÃO:





COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do programa Paralapracá. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou o direito de terceiros. Comentários que não respeitem os critérios aqui impostos ou que estejam fora do tema discutido serão excluídos.