Home | Notícias | Gestão municipal é fortalecida com formação no AVA Paralapracá
11/07/2017 | 15:48

Gestão municipal é fortalecida com formação no AVA Paralapracá

Ninguém constrói uma casa começando pelo telhado. É preciso ter alicerces seguros para levantar as paredes e depois cobrir a morada. No contexto da Educação Infantil, o trabalho pedagógico é um desses alicerces e, sem dúvida, o que sustenta os demais, que são espaço físico, as pessoas e relações, a dimensão administrativa e os recursos financeiros e materiais. Todos eles compõem a gestão da Educação Infantil. Esta é permeada por diversos desafios que devem ser cotidianamente enfrentados, para que ela possa melhor atender às demandas vindas das instituições que compõem uma rede de Educação Infantil.

Visando provocar trocas e promover apoio, para que a equipe gestora de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação possa enfrentar com mais segurança as questões gerenciais que se apresentam no dia a dia, o programa Paralapracá oferece, desde março deste ano (2017), formação em EaD para equipes gestoras das redes parceiras nos municípios de: Camaçari (BA), Maceió (AL), Maracanaú (CE), Natal (RN) e Olinda (PE).

Dividido em quatro capítulos, o Módulo de Gestão está disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Paralapracá, reunindo e disponibilizando materiais de referência como: textos, vídeos e links, com vistas à ampliação do conhecimento e à superação dos problemas, desde os estratégicos até aqueles emergentes do cotidiano da gestão. Dessa forma, oferece assessoria e apoio para o seu fortalecimento e melhor integração com as áreas meio da Secretaria, como planejamento e finanças.

“Esse Módulo é uma ação que surge este ano, a partir de necessidades identificadas pela experiência da Avante, em diálogo com o Instituto C&A. É importante destacar que o trabalho com a gestão começou em 2016, em um período de transição de gestão municipal, quando se apoiou a construção dos Memoriais da Educação Infantil. Nessa época, se verificou o quanto era importante fortalecer a gestão para que a transição acontecesse de forma republicana, favorecendo a sustentabilidade do processo formativo”, explica a consultora associada da Avante – Educação e Mobilização Social, e coordenadora das ações de gestão do Paralapracá, Ana Luiza Buratto.

Apesar do Módulo de Gestão ainda estar no seu início, são cada vez mais frequentes os relatos de equipes mobilizadas e engajadas, no que se refere ao fortalecimento de seu protagonismo, tanto em relação às ações de gestão da Educação Infantil, quanto à alta adesão à formação. Todas as responsáveis pela gestão estão acessando o Módulo e participando ativamente do fórum de discussão.

É o caso da pedagoga Cristina Diniz, que atua há mais de 10 anos na área gerencial. Como diretora do departamento de Educação Infantil do município de Natal (RN), é uma das participantes da formação. “Nunca tive, na realidade, uma formação para a gestão educacional. A minha formação é de pedagoga, especializada, à época, em Orientação Educacional. Depois fiz especialização em Educação Infantil, Mestrado em Educação… Este Módulo está me apresentando, academicamente, às ideias e fundamentos da gestão. Estou bem encantada. Já tem trazido algumas colaborações significativas para mim, a partir do Plano Plurianual Municipal. A gente também tem tido uma orientação bem significativa do Plano de Ações Articuladas (PAR)”, disse.

Em Maracanaú (CE), a gerente de Educação Infantil, Solange Silvestre, conta que as ações formativas vêm acontecendo de forma intensa. “Nossa Rede é muito complexa. Sempre estamos alinhando a metodologia do Paralapracá com o MAIS PAIC (Programa Aprendizagem na Idade Certa), do Estado. Em relação ao Módulo de Gestão, avalio como algo potente, que vem ampliando a nossa compreensão sobre os processos administrativos e financeiros pertinentes à Educação Infantil. Possibilita, assim, um melhor acompanhamento das ações em nível do Plano de Ações Articuladas (PAR), bem como oportunidades de diálogos com a equipe da diretoria de planejamento da SEDUC [Secretaria Municipal de Educação]”, considera.

Um resultado evidente da iniciativa é o estímulo ao diálogo interssetorial, promovendo um maior conhecimento e compreensão das necessidades daqueles que trabalham na Educação Infantil. A iniciativa fortalece o entendimento da gestão como um meio e não um fim em si mesmo, uma vez que o objetivo final é chegar até as Unidades de Educação Infantil e trabalhar junto pela melhoria do atendimento oferecido pelas instituições. Assim, no conjunto da obra, temos: profissionais mais informados para promover melhorias na qualidade da educação ofertada à população de 0 a 5 anos, face ao compromisso assumido pelos governos Federal, Estadual e Municipal, diante da meta nº 1, do Plano Nacional de Educação (PNE).

Paralapracá

O programa Paralapracá é uma frente de formação de profissionais da Educação Infantil, realizado pela Avante – Educação e Mobilização Social (www.avante.org.br), com apoio do Instituto C&A. O trabalho se desenvolve a partir da formação continuada de formadores, com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade do atendimento às crianças, nesse segmento, com vistas ao seu desenvolvimento integral. O Programa é realizado em parceria com as secretarias municipais de Educação, valorizando, ampliando e fortalecendo os saberes de cada localidade aonde vamos.

O Paralapracá foi lançado em 2010, como um projeto do Programa Educação Infantil do Instituto C&A, originalmente focado na região Nordeste. Desde então, chegou a dez municípios, em dois ciclos de implementação. Em 2015, com a chancela do Guia de Tecnologias Educacionais do MEC, ganhou caráter nacional.

PESQUISAR NESTA SEÇÃO:





COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do programa Paralapracá. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou o direito de terceiros. Comentários que não respeitem os critérios aqui impostos ou que estejam fora do tema discutido serão excluídos.