Home | Notícias | Ludicidade e vivências norteiam formação do Paralapracá – ciclo II
30/07/2013 | 9:13

Ludicidade e vivências norteiam formação do Paralapracá – ciclo II

2013_30_07Trocas de experiências, vivências e o desejo de contribuir para a melhoria da Educação Infantil em seus municípios. Esta foi a tônica da formação da equipe do ciclo II do projeto Paralapracá, ação do Programa Educação Infantil do Instituto C&A, executado pela Avante – Educação e Mobilização Social e realizado em parcerias com as Secretarias Municipais de Educação. O encontro teve por objetivo formar as assessoras e supervisoras técnicas que realizarão as formações nas instituições de educação infantil nos 5 novos municípios do Nordeste. O encontro foi, além de formativo, uma primeira oportunidade de articulação e troca de experiências entre as representantes de Camaçari (BA), Maceió (AL), Maracanaú (CE), Natal (RN) e Olinda (PE) –, que conheceram a metodologia do projeto e compartilharam suas expectativas com relação à ação.

A formação aconteceu entre 15 e 19 de julho, em Salvador, e contou com momentos de integração e de trocas. As educadoras participaram ainda de uma palestra com a professora Tânia Fortuna sobre Espaços para Brincar onde foram convidadas a resgatar suas infâncias, primeiro passo para se inserirem no universo do projeto. “Na profissional que sou hoje, tem muito da criança que fui”, observa a assessora técnica do projeto, Cida Freire, de Olinda – PE.

O Paralapracá aposta na formação dos profissionais da educação infatil como condição necessária para a qualidade no atendimento a crianças até 6 anos e parte do princípio de que a aprendizagem possui dimensões ligadas à cultura, subjetividade, ludicidade e vivências. “Aprendi que as crianças elaboram o que elas aprendem, brincando”, diz Célia Regina, supervisoras técnica do projeto em Olinda-PE. Esta compreensão é o fio condutor do projeto, que é orientado por seis eixos formativos: artes visuais, história, brincadeira, música, organização do ambiente e exploração do mundo.

O projeto apoiará as Secretarias Municipais de Educação por meio de três focos de atuação: formação dos profissionais de educação infantil, melhoria dos espaços de aprendizagem e dos materiais educativos, e desenvolvimento de práticas pedagógicas com enfoque lúdico e cultural. Durante o mês de agosto, o Paralapracá será lançado nos 5 novos municípios incluídos neste segundo ciclo (2013-2016).

PESQUISAR NESTA SEÇÃO:





COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do programa Paralapracá. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou o direito de terceiros. Comentários que não respeitem os critérios aqui impostos ou que estejam fora do tema discutido serão excluídos.